Novo ministro de Meio Ambiente de Bolsonaro tem direitos políticos cassados

O futuro ministro do Meio Ambiente, Ricardo de Aquino Salles, foi condenado pelo juízo da 3ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo por prática de improbidade administrativa. Ainda cabe recurso da sentença.

“Suspensão dos direitos políticos, pagamento de multa civil em valor equivalente a dez vezes a remuneração mensal recebida no cargo de secretário, e a proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de três anos” é o que determina a justiça. O futuro ministro Ricardo de Aquino Salles disse que vai recorrer da decisão por não haver vantagens.

Ubiratan Braga

Jornalista, radialista, publicitário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>