Gás de cozinha fica mais caro ao brasileiro

O preço do gás de cozinha será reajustado pela Petrobras a partir desta terça-feira, 6 de novembro (06/11). O Sindigás, que representa as empresas distribuidoras, afirmou que os preços devem aumentar entre 8,2% a 9%, no caso do GLP para embalagens de até 13 kg.

A revisão do preço para consumo residencial representa em valores R$ 25,07, um reajuste de R$ 1,97 por botijão. No ano, a alta acumulada é de 2,8%. Desde janeiro, a estatal reajusta o botijão de gás trimestralmente. Em janeiro e abril, os valores foram reduzidos e em julho, elevado.

Desde o início do ano, revisões trimestrais são feitas. A estatal realiza o segundo aumento de preço seguido após dois trimestres de diminuição de preços

Apesar do aumento, o Sindigás estima que o preço ainda esteja 29% abaixo da média praticada no mercado internacional no caso dos botijões de até 13 kg.

No caso do GLP empresarial, os preços no mercado aparecem 52,4% maior em comparação com o gás de cozinha.

Ubiratan Braga

Jornalista, radialista, publicitário

Um comentário em “Gás de cozinha fica mais caro ao brasileiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>